quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Querido EU


Querido EU...
"Quem me dera todos terem um coração tão cheio de amor e bondade quanto ao meu...
Quem me dera se todos pudessem sentir a mesma paz que sinto comigo
Como é bom poder se olhar e ter a certeza que, você é todos os dias, a melhor forma de você para você mesma
Como me sinto bem, sem depender de aprovações
Como é bom ser EU!"
- Autor do texto é paciente anônimo com publicação autorizada -

Eis uma proposta feita com o intuito de reforçar o momento alcançado após muitas dores e resistências quanto a percepção disfuncional de si.
A auto estima fragilizada desencadeia prejuízo social, laboral e emocional. A psicoterapia auxilia na reorganização e reconhecimento do indivíduo como Ser no Mundo.

Sentir-se aceito, incluso, pertencente e confirmado pelo meio (meio se entende, pessoas e ambiente em que convive), é uma necessidade vital do Ser Humano e que deve acontecer nos primeiros anos de vida, quando isto não acontece, o indivíduo tende a ser inseguro, ansioso e deprimido, pois tentará de todas as suas formas conhecidas, agradar ao Meio, a fim de sentir-se visto, e por conseguinte, vivo. 
Facilmente deixa de ser que é, e passa a vestir-se de quem não é. 
Daí a sensação de "estar vivendo uma vida que não é sua".
Portanto, o indivíduo necessita ser confirmado em sua existência, e sentir-se aceito assim com é, constituindo sua identidade, para em seguida, conseguir caminhar com autonomia e confiança, sem ficar dependente de uma confirmação contínua do meio. Aceitar-se em suas limitações (já não precisa mais agradar e ser o melhor em tudo), e valorizar e acreditar em suas potencialidade - no Vir-a-Ser. 
A vida se descoberta para uma gama de cores, ganha possibilidades de conquistas e novos aprendizados.

Impossível não ser tocada pelo encanto de acompanhar a vida florescer. Pacientemente passando pelos ciclos, tal qual as estações do ano, cada qual em seu tempo.
Grata pela confiança e crescimento que meus pacientes concedem.
- Mariane Manske-Oechsler -